sexta-feira, 29 de junho de 2007

Silêncio com as criaturas

Eis o primeiro passo, mas indispensável, nas vias solitárias do silêncio.
Cada estado de vida deve encontrar o melhor meio para fugir do barulho e fazer o seu tempo de silênciar. Diversas são as realidades que cercam o ser humano e não há uma formula que leve todos ao ponto do silêncio. O que importa é compreender a necessidade deste silêncio.
Há pessoas que moram em metrópoles e outras no interior, umas na fazenda e outras na praia... até na vida religiosa há modalidades diferentes... contemplativos de clausura e os ativos em missão... Pessoas são diferentes, realidades diferentes... Mas o desejo da verdadeira e única felicidade é a mesma em todos e Felicidades só se encontra, plenamente, em Deus. Meios diferente para um mesmo Fim...
Um salutar e antigo costume orienta: "No muito falar não falatarão pecados"... Quanto mais se fala, maior é o risco de cair em conversas frívolas e desnecessárias... Santa Teresa de Jesus (de Ávila), quando alcançou, o que ela chama, a conversão, viu o quanto tempo se perde falando coisas atoa. Porém, quando ela conversava com São João da Cruz, falando de Deus, a alma era repleta desse amor, que logo entrava em êxtase e depois os dois levitavam.
O barulho distancia as pessoas de Deus porque isto contenta-se com o externo. Muitos dos que ouvem constantemente música, inclusive música sacra, quando ouvem em volume muito alto ou quando se é "dependente"de sempre estar escutando... Isto não permite se aproximar de Deus de modo mais intenso. Fica somente no superficial.
Só tem sentido o silêncio para Deus e preenchido com Deus. Quando chegar a isso é já um saborear as delícias de Deus e adquirir experiência das coisas do céu.
Na escola do silêncio ensinam-se os elementos que dispõe `a união com Deus. Aí a alma estuda essa virtude no espírito do Evangelho. Respeita-se os lugares consagradose sobretudo a língua... Nela, tantas vezes,, repousa o Verbo ou a Palavra de Deus, o Verbo feito carne...
Silêncio em relação ao mundo... Silêncio sobre as notícias... silêncio sobre as coisas mais santas... a voz do anjo pertubou Maria...

Um comentário:

Kleber disse...

Gilles,

Que Deus continue sempre te abençoando, para que você possa continuar abençoando a vidas das pessoas que te conhecem...
Quanto a importância do SILÊNCIO...seu texto é a mais pura verdade...pois só através do SILÊNCIO é que conseguiremos descobrirmos à nós mesmos e sobretudo, à Deus, e o que ele quer de nós.
Mas o SILÊNCIO de que precisamos, não é o silêncio do barulho externo, se refugiando num rincâo qualquer, mas sobretudo o silêncio de nossa mente, de nossa alma...temos de ter muita coragem e fé, para ficarmos em silêncio conosco mesmo...é aí que reside o maior desafio, que Deus certamente nos ajudará transpor.
Que tenhamos sempre a busca de um autoconhecimento sincero, para que em nos conhecendo, saibamos a importância que temos para Deus, e Deus em nossas vidas, e que possamos, a partir da verdade, sermos mais úteis às obras de Deus, aqui na Terra e onde quer que ele deseje.
Felizes àqueles que sabem e conseguem ouvir ao próximo, mas acima de tudo, a si mesmo e o mais importante...à Deus.

Abraço forte...Kleber CHISTE